As certezas

A primeira gravidez é povoada por dúvidas mas também muitas certezas.

Depois de consumir ‘resmas’ de informação, adquirida nos mais diversos locais, começamos a achar que realmente sabemos algumas coisas sobre isto da maternidade.

É neste ponto que começam as certezas do que vamos ou não fazer.

Na nossa cabeça parecem-nos bem claras as atitudes a tomar. Quando vemos algumas situações entre pais e filhos que vão contra o que acreditamos, não resistimos a um olhar de desaprovação e a um múrmuro entre dentes ‘quando for eu, não vai ser assim’.

Pode-se aprender muita coisa, é verdade.

Ter conhecimento teórico para lidar com algumas situações também é importante.

Mas no meio das certezas falta o mais importante desta equação. As certezas não valem de nada perante a individualidade.

Temos, claramente, pontos em comum. Mas somos, realmente, todos únicos.

Todas as experiências são diferentes, começando pela gravidez.

E quando finalmente os nossos bebés nascem, todas as certezas que tínhamos vão-se diluindo, pouco a pouco.

São eles que nos vão mostrar que na maternidade existem muito mais áreas cinzentas do que a preto e branco.

Mas, garanto-vos, é uma vida cheia de cor.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s