Pessoas que não gostam de crianças!

As pessoas que não gostam de crianças, porque as há, acham que já nasceram adultas?
Ou elas eram crianças diferentes? (Esta última frase deve ser lida com ironia!)

Cruzo-me com frequência com pessoas que não gostam de crianças. Deve ser destino!
Estas pessoas teimam em dizer que não gostam de crianças mal-educadas, porque das educadas gostam.
O que estas pessoas não sabem é que os critérios que elas atribuem a cada uma destas categorias são impossíveis!
Vejamos:
– Crianças mal-educadas:
* Crianças que correm
* Crianças que falam sem falarem para elas
* Crianças que querem coisas
* Crianças que não querem coisas
and do on.
– Crianças bem-educadas:
* Crianças que não falam
* Crianças que não se mexem
* Crianças que se comportam como adultos, ou seja, crianças que não são crianças.

Eu mesma já dei por mim muitas vezes após irmos a algum lado a dizer ao pai: ” o menino hoje portou-se bem” Isto porque só virou 3 copos de água e não fez birras nenhuma apesar de ter sido difícil que comesse quieto na cadeira. O pai por norma responde-me: ” ‘tadinho, portou-se muito bem!” E se pensarmos que o nosso filho tem 2 anos, estamos mais que certos!

Crianças são crianças! Crianças não são adultos!

Crianças educadas percebem os limites mas os limites não se aprendem de um dia para o outro.
Crianças educadas sabem que não se bate, não se atira, não se diz asneiras. Mas já o fizeram, já tiveram a coragem de o experimentar e perceber pelas consequências que não se faz! Não o fazem pelo medo da mãe ou do pai, mas porque perceberam que não o devem fazer.
Crianças educadas fazem birra porque os pais lhes dão espaço para se exprimirem.
Crianças educadas não comem tudo nem de tudo.

Crianças mal educadas são aquelas que hoje em adultos não gostam de crianças, são as que dizem frontalmente que não gostam de crianças sem se importarem o quanto indelicado ou incorreto isso pode ser.
Crianças mal educadas são aquelas que hoje em adultos  dizem que melhor os cães que as crianças.

Vou 90% das vezes às compras com o meu filho.  98% das vezes tenho que me impor para que corra tudo bem e mesmo assim 50% das vezes alguma coisa corre mal! E olhem que grande percentagem.
Por ter que me impor significa por exemplo dizer-lhe que beba o iogurte, que ainda não pagamos, quieto para não se sujar e por correr mal significa que acabou mesmo por virar o iogurte por ele abaixo.
Por outro lado saio orgulhosa do supermercado quando me dizem: ” As outras mães vem às compras antes de irem buscar os filhos. ” Quer isso seja dito de forma boa ou má! 🙂

IMG_7014

O meu filho sabe o que se compra no supermercado, sabe a lista dos bens do dia-a-dia, sabe que podemos ir de carrinho ou de cesto, onde está o pão, a fruta, o peixe. Sabe que temos que tirar senha e esperar, e dar a senha à funcionária. Sabe que devemos dizer obrigada e adeus à senhora que nos deu o pão ou o peixe.
Sabe que não pode sair da minha beira e que deve preferencialmente dar-me a mão. Sabe que deve ter cuidado no estacionamento por causa dos carros e que o melhor mesmo é ir ao colo até estarmos dentro do supermercado.
Sabe que a mãe o deixa ir para o cavalinho mas que não há tostão, embora tente sempre uma vez!
(E é ainda uma grande ajuda porque leva o cestinho na maioria das vezes!)

Se o facto de eu ir às compras com o meu filho incomoda alguns adultos porque ele lhes passa com o cesto por cima dos pés, ou porque ele falou com eles sem lhes dirigirem a palavra, ou porque ele está todo sujo e com sorte o iogurte até vos sujou as calças (bem feita!), lamento dizer-vos que quem está mal são vocês e não ele.

Nunca ouviram dizer que devemos manter a criança que há dentro de nós? A vida fica bem mais divertida! 🙂

 

Anúncios

4 thoughts on “Pessoas que não gostam de crianças!

  1. Eu também vou ao supermercado com os três filhos…sozinha! E também ja encontrei pessoas a bufar por lhes passar à frente na caixa prioritária, as minhas crias dizerem obrigada e nem um sorriso terem de volta. Tenho pena…não há nada pior do que viver mal-humorado, livra!

    Gostar

  2. Adorei o texto e revejo-me nele! O meu reizinho tem 18 meses e não me privo de ir a lado nenhum ou de fazer o que quer que seja com ele! Não tive um filho para o deixar entregue a outros… E quem não gostar… Que tenha paciência… Ou então coloquem um letreiro a dizer: ” proibida a entrada a crianças!”
    Adoro quando, no restaurante, alguns comensais começam a olhar de lado quando o meu reizinho dá gritinhos ou diz que não quer mais comida ou atira com os brinquedos ao chão….
    Vivam as crianças e este seu “mau comportamento”!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s