“E se fosse consigo?”

Já tinha ouvido maravilhas sobre o novo programa da Conceição Lino mas ainda não tinha visto nenhuma emissão.
Acabei de ver o primeiro episódio onde se aborda o tema do racismo e fiquei de coração nas mãos.
Como é possível aquelas crianças acharem que a sua própria cor de pele é feia ou mais que eles não são cor de pele, como se o branco fosse oficialmente a cor da pele.
Como se preparam as crianças para que não sintam isto, não façam sentir isto!
Queria muito que se um dia perguntassem ao meu filho, como o fizeram nesta emissão, qual a boneca mais bonita, respondesse que são as duas bonitas porque tirando a cor de pele elas eram iguais!
E isso parte de mim? Ensinar-lhe isso?
Parte dele não perceber as diferenças?
E a sociedade? A mesma sociedade que chama de preto, de cigano, de gordo, de baixinho, etc, aos meninos diferentes.
Eu acredito que as crianças não sentem as diferenças, aprendem-nas… e estas não devem ser ensinadas. Não desta maneira.

E um bem haja aos pais da menina que se riu e estava muito contente por ter a pele negra porque assim não apanhava escaldões e não ficava vermelha 🙂
Que os pais lhe consigam sempre relativizar os problemas que a sociedade cria sem necessidade de existirem!

“Todos somos diferentes e isso é bom” – Diogo Lopes, 7 anos
“Por fora parece que são diferentes, mas por dentro são todos iguais.” – Beatriz Kinting, 7 anos

“Um pigmento, é disso que se trata.” – Conceição Lino.
Obrigada.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s