Ser mãe é ter dúvidas! É?

Se tem reparado, pouco tenho escrito neste últimos dois meses. A Sandra tem partilhado algumas situações por aqui com vocês mas eu pouco tenho contribuído. 

Na verdade nestes últimos dois meses aconteceu muita coisa digna de registo e de partilha com vocês e espero bem conseguir fazê-lo! 

Fomos de férias para os Açores, que adoramos! O miúdo fez a primeira viagem de avião, que correu bem! Fui com o pai a trabalho para a Turquia e o miúdo ficou cá com os avós uma semana, correu bem mas estávamos em Istambul aquando o atentado! (medo!) O miúdo deixou as fraldas nos entretantos! Como veem há muita coisa que tenho para partilhar com vocês. 

Mas não me apetece! … E não me apetece porque? Porque estes últimos tempos tem sido difíceis! 

Não sei se é a chamada fase dos terrible two, não sei se é do calor, nao sei se é de mim,mas tem sido difícil! Birras, muitas, dele, minhas, nossas! 

Há dias em que lido bem, outros em que lido mal, há dias em que tento a abordagem do abraço, outras a do “1,2,3”, outras a abordagem do berro. Enfim! Há dias em que sou eu que preciso de uma destas abordagens! 

Há dias em que estamos bem, há dias em que a medição de forças é de 25horas, mesmo que o dia só tenha 24!

É por isso tudo que me parece hipócrita escrever-vos das técnicas que usei para a primeira viagem de avião, por exemplo, ou de como lhe tiramos as fraldas! Será que resultaram mesmo ou foi sorte? Será que realmente valeu a pena preparar-nos para a situação? Será que adianta de alguma coisa partilhar isso com vocês? 

A ideia deste blogue era partilhar situações que permitissem aos outros pais perceberem que não estão sozinhos, que todos temos dificuldades, que há varias abordagens à mesma situação. Mas às vezes tenho dúvidas se alguma destas coisas influenciam realmente os nossos filhos ou se independentemente de usarmos uma disciplina positiva, comidas saudáveis ou escolas waldorf eles vão ser o que querem e fazerem como querem! Não que algum dos exemplos citados se aplique necessariamente ao meu filho. Será mesmo que eles vão ser o que querem tendo por base a formação que lhes demos?

É que isto da parentalidade é mesmo muito trabalhoso e doloroso, por muita alegria e amor que possa trazer! Já cá disse uma vez que quem diz que a maternidade é só estrelinhas e bolinhas de sabão não sabe o que diz, por mais maravilhoso que o possa ser e que é! 

E pronto, agora que já desabafei talvez escreva os posts todos que tenho em atraso pois vocês já sabem que não sou perfeita, nem tenho um filho perfeito, mesmo que tenha um blogue!

Acima de tudo sou resiliente e aprendiz e mãe de um filho ainda mais resiliente e mais aprendiz que cresce à velocidade da luz e me surpreende todos os dias! 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s